sábado, 22 de junho de 2013

Querido Diário - Isso não



Passei minha mão na cama e April não estava. Cosei os olhos e me levantei cambaleando ate o banheiro, entrei no banho e em minutos o banheiro era apenas fumaça. A silhueta de April apareceu com a toalha na mão, ela a pendurou no porta toalha dentro box, e um movimento rápido a puxei para de baixo da água. Eu ria de seu rosto enquanto ela mantia os olhos fechados e a boca aberta sem dizer nada.

A água escorria por seu corpo molhando minha camiseta, agora vestida por ela, deixando a mostra seus seios despidos, e uma calcinha preta, básica, mas sexy.
Tomei seus lábios em um beijo calmo, ela envolveu suas mão em meu pescoço. Minhas mãos passeavam por seu corpo ate a barra de minha camiseta puxando-a para cima.

April P.V.O's

Ele desceu minha calcinha a deixando cair no chão. Ele dedilho meu corpo por completo parando perto de minha intimidade, logo senti seus dedos dentro de mim. Soltei um gemido contra seu ouvido o fazendo arfar. 

-April? Chris? Não demorem vamos na lanchonete.  -Logan gritou do outro lado da porta.

-Responde... você. -Eu disse entre gemidos a Chris. Que negou, riu da minha cara e aumentou a intensidade de seus dedos.

-April?-Logan repetiu quando soltei um gemido mais alto.

-Nos de... cinco... minutos. -Eu disse entre muitos gemido, obvio que Logan percebeu devido ao grito que eu dei quando cheguei ao meu ápice, tanto que pude ouvir sua risada do outro lado. -Você me paga. -Disse ofegante enquanto Chris me puxava pra cima colocando minha pernas em volta de sua cintura. O beijei nos empurrando ate a parede. Me "desenrosquei" dele e parti o beijo, sua ereção era mais do que visível. Soltei um riso enquanto ele me encarava curioso peguei a toalha e me enrolei nela.

-April onde você vai? -Ele me chamou? -April vai me deixar assim? -Ele disse apontando para seu amiguinho ereto.

-Sim. Abri a porta e sai andando deixando-o no banheiro. Logo ele saiu com a cara emburrada e xingando Deus e o mundo. Eu apenas soltei um riso terminado de secar o cabelo.

-Você vai ver só, tá fudida. -Ele disse e eu soltei uma gargalhada.

-Anda que ate eu to pronta e você não. -Disse saindo do quarto.

-April? -Logan me chamou. -O que vocês tavam fazendo no banheiro? -Ele disse e os meninos riram.

-Logan vai a merda! -Eu disse rindo. Fui até a cozinha peguei a chave do carro de Chris e a minha câmera. Fique na varanda tirando fotos de tudo enquanto as donzelas se arrumavam.

-Vamos? -Disse enquanto ele iam ate os carros.

-A gente se encontra na lanchonete. -Logan disse.

-Ok, Chris, anjo. Vamos? -Ele assentiu e eu fui correndo ate o volante.

 -April sai dai você não vai dirigir meu mustang. -Ele disse serio.

-A chave tá comigo, então ou me deixa dirigir ou a gente não sai. -Ele bufou e deu a volta no carro. Ele tava bravo, então inspira, expira e não pira April. -O que foi?

-O que foi o que? -Ele disse sem tirar os olhos da estrada.

-Você tá emburrado.- Ele bufou. -Qual é vai me dizer que foi por causa do banheiro?

-Nenhuma garota nunca me negou sexo! -Ele disse indignado.

-Bom então eu fui a primeira, e bem eu não neguei sexo a você. Eu só me vinguei por ter me feito passa mico. -Eu disse rindo.

-É bom você estar muito bem acordada hoje a noite, porque eu vou continuar da onde paramos.

-Tarado.-Eu disse rindo.

-Por você. -Ele disse no pé de minha orelha.Cara como ele é gostoso.

(...)
-Você pode tirar uma foto nossa? -A garota disse ao Christian, ele assentiu e se levantou, as quatro sorriram e quase esmagaram os peitos pra foto. -Obrigada. -A loira oxigenada disse e deu um beijo na bochecha de Christian. Os pratos chegaram enquanto ela o "agradecia". 

-Chris? Meu amor, seu prato chegou. -Eu disse o mais cínica possível. Ele sorriu e a loira me olhou feio, apenas sorri forçado enquanto Christian se sentava. Ela ajeitou o decote e saiu rebolando, digo, quebrando o quadril, por que meu Deus! Foda-se o bom é que ela saiu junto com as amiguinhas. -Vadia. -Soltei sem querer o que fez Elly rir e concordar e os meninos me encararem. -O que foi? -Disse ríspida enquanto eles me olhavam desentendidos.- Vai dizer que não viu que elas estavam se jogando pra vocês? -Perguntei e eles negaram. -Falta de respeito, parece ate que não tem garotas com vocês eu hein. -Murmurei a mim mesma.

-Elas só queriam uma foto April. Credo! -Carlos disse e Elly o encarou indignada.

-Carlos ela praticamente tiraram a roupa na frente de vocês. -Elly disse.

-Isso não é nada, estava escrito na testa delas "Me da mole que eu abaixo aqui e agora e pago um boquete pra você". -Eles pararam de comer e me olharam surpresos. -O que foi agora?

-April, onde você aprendeu isso? -James disse boquiaberto, Elly riu da cara deles e eu continuava com a mesma cara de tédio.

-Meu Deus o que houve com a garotinha que eu conheci? -Kendall disse.

-Cresceu e deu pra alguém. -Disse simples. Chris soltou um riso fofo, Elly praticamente bateu palmas, e os meninos me olhavam espantados.

-April, poupe-nos da duas intimidades. -Logan disse com cara de nojo.

-Ah meu fala serio! Logan, nos já transamos esqueceu? E dois vocês quatro já me viram enrolada em um lenço com o Chris só de cueca então vocês quatro mais que qualquer um sabem que eu já transei, e três ate parece que vocês não fazem isso. 

-Calma ai tigresa que isso TPM?- Kendall disse. Velho o que aconteceu? Eu hein eu to ficando louca, calma ai segura a onda April, não precisa se estressar. Será que eu to com ciumes?

(...)


Senti sua mão em minha coxa, ele apertava minhas coxas. -Chris espera a gente chegar em casa. - Eu disse e ele me ignorou. Parou o carro no acostamento, a estrada totalmente vazia, os garotos estavam com os carros a nossa frente. Senti os lábios de Chris encostarem nos meus, parti o beijo ofegante devido a falta de ar. -O que você ta fazendo?

-To fazendo sexo com minha namorada, no meu carro. -Ele disse e pulou pro banco de trás me puxando.

-Você é louco!- eu disse rindo, ele me passou para de baixo dele, e começou mais um beijo quente, como sempre, essa viajem ta melhor do que nunca.

Ele desceu os beijos até meu colo, enquanto puxava minha blusa. Suas mão tocavam meu corpo selvagemente e ao mesmo tempo carinhosamente. Separei nosso beijo, eu queria o sentir, sentir seu corpo colado no meu, sentir seu beijo, sentir ele perto de mim, sentir que ele era meu.

Chris puxou minha sai para cima e me despi por completo, senti minha bochechas corarem. -Por que ainda tem vergonha de mim. -Ele disse rindo, sorri tímida e logo seus lábios tomaram o meu, focando meus pensamentos nele, no seu corpo, na sua voz, no seu rosto, na suas palavras, nos seu beijos, digo, nossos beijos, nas caricias.

O ajudei a desabotoar a bermuda e tirar a camisa, e a puxando deixando se abdômen definido, Chris não hesitou e logo senti ele dentro de mim, sem preliminares, melação ou enrolarão, rapidamente estava se movimentando dentro de mim. A sensação ter-lo  dentro de mim é inexplicável.

Tudo acontecia tão rápido e inesperado, eu tentava controlar meus gemidos, mordendo os lábios, mas não adiantava, minhas mãos estavam apertando o couro do banco com força. -April? -Ele disse ofegante.

-Hum. -Eu soltei um barulho mais parecido com um gemido, que na verdade era tudo que saia de meus lábios agora.

-Se agarra em mim. -Ele disse já mais do que ofegante.

-Eu vou... te machu...car. -Disse a ele com a maior dificuldade. Ele apenas pegou minhas mãos uma de cada vez e colocou em sua nuca enquanto iniciava um beijo, mais calmo que os outros que tivemos essa noite.

Senti Chris diminuir a velocidade, o ajudei e trocamos de posição agora eu ,como ele diz, estou no comando, eu realmente me apaixonei por um louco. O som de nossos gemidos era claro, e o calor de nossos corpos dentro do carro fazia tudo melhor, sua pele junta a minha, colada, sentindo seu cheiro se misturar ao meu, seu toque me fazendo arrepiar por completa, seus olhos vidrados em meus corpo. Seus braços me segurando firme, como se quisesse que fossemos apenas um. Minhas mãos em suas costas as arranhando. Tinha certeza de que ficaria marcas, mas naquele momento, naquele momento que vivíamos, eram apenas eu e ele, juntos, nos amando, em um ritmo frenético.


A sensação de êxtase e prazer não demorou a me invadir, eu diminuía os movimentos e a velocidade enquanto o orgasmo me invadia, Christian não ficava para trás, ele mantinha um ritmo ainda, mas não o mesmo, já estava perto de seu limite assim como eu, tínhamos a perfeita sintonia, tudo, os beijos, movimentos, toques, caricias, respirações parecia tudo coordenado, perfeitamente calculado, para que tivésimos os dois o mesmo contentamento, ninguém sairia dali insatisfeito ou ate mesmo preocupado, era tudo perfeito. Até quando meu corpo caiu sobre o dele de cansaço tudo parecia perfeito, ele ainda dentro de mim, nossas respirações rápidas e descompassadas, seus dedos em meu cabelo fazendo carinho, fechei meus olhos ouvindo seu coração bater junto ao meu acelerado, como o meu, suas mão suando, como as minha, tudo era exatamente igual, nos ficávamos nervosos perto um do outro, mas mesmo assim nos sentíamos bem.


(...)


-April? -Ele me chamou e eu o encarei sonolenta, estava cansada, acabada, tudo o que acabara de acontecer me deixou no chão, digo, esgotada. -Quer algo para comer? Vou na cozinha agora. -Assenti e o segui ate a cozinha. -Sta lá na sala eu preparo algo.


Assenti e sentei, digo, me esparramei no sofá, estava assistindo um filme qualquer na tv, quando James chegou respirando fundo e com uma cara de quem vai tirar o pai da forca. -Onde vocês estavam? -Ele disse preocupado. -Quase nos matam do coração!


Eu sorri de canto. -April, vamos pro quarto? -Chris disse veio da cozinha com pratos e copos.


-James, vou deitar. Devia ir também. -Beijei sua testa, e ele riu. -Estamos bem não precisa se preocupar. -Ele riu e foi se deitar, eu desliguei a tv e fui pro quarto.


(...)


-MEU DEUS DO CÉU! -Eu gritei já irritada. Elly me encarou assustada, nós estávamos nos arrumando pra ira ao shopping. -Não me lembro desse vestido ser tão justo.


-Você usou ele na segunda passada e ele parecia mais folgado. -Ela disse analisando meu reflexo no espelho assim como eu.


-Eu estou engordando? -Perguntei a ele e a mim mesma, mais a mim mesma do que pra ela.


-Não!-Ela disse indignada. -Você só esta inchada. -Ela me disse como se fosse obvio. -Isso pode ser retenção de liquido ou ate mesmo aqueles dias que estão a chegar, se prepara nega. -Ela disse rindo.


-É deve ser isso mesmo.


(...)


-Você tá bem mesmo April? - Elly me perguntou, depois que eu sai do banheiro.


-Sim foi apenas um enjoo. -Eu disse a ela. -Vamos terminar de fazer o jantar. -Estávamos preparando o jantar de natal, enquanto os garotos iam compra o que eles enrolaram 3 semanas para compra, isso, presentes.


-Esse cheiro tá otim não é April? -Ela disse enquanto fazíamos a comida. Apenas assenti, mas na verdade aquele cheiro de comida estava me embrulhando o estomago. Eu sabia que ela sabia que eu não estava bem ali, mas fique na minha. -Vai sentar lá na sala eu termino.


-Não, por que eu posso te ajudar. -Disse a ela.


-Você ta mais branca que papel.Vai tomar um banho e descansar, depois eu falo com o Chris e...


-NÃO! -Ela me olhou rindo. -Não diz pra ele que eu to mal ok? -ela assentiu. -Me acorda quando eles tiverem vindo ok?


-Tudo bem.  Agora vai lá.


(...)


-April acorda. -Elly me balançava de leve.


-Que cheiro é esse? - Eu disse meio sonolenta, aquele cheiro doce me embrulho o estomago de um jeito, que eu corri pro banheiro com uma rapidez que só Jesus na causa.


-É meu perfume. -Ela disse confusa enquanto eu corria pra o banheiro. -April, acho melhor você ir no médico, isso já não ta certo um dia, mas já tem alguns dias que você tá assim.


-Eu to bem. -Disse escovando os dentes. -Vou me arrumar ok? -Ela assentiu e saiu do quarto.


(...)


-April, adorei esse seu top, ele deixa seus peitos enormes. -Chris disse no pé da minha orelha enquanto ajudava os garotos a terminarem de colocar tudo de baixo da arvore.


-Para de palhaçada e me ajuda vai. -Eu me agachei para colocar os presentes na arvore e quando voltei, me senti tonta, Chris me segurou, para não cair.


-April, você tá bem? -Ele perguntou olhando em meus olhos. Assenti, sentindo o mudo a minha volta girar, segurei forte seu braço e ele me ajudou a sentar no sofá. -Vou pegar um copo de água, eu assenti jogando minha cabeça para trás e encostando no sofá. -Toma. -El me entregou o copo. -Você quer ir no medico, deitar, dormir, quer remédio? -Eu ri.


-Eu to bem, foi só de levantar rápido. -Ele me olhou desconfiado e eu sorri, o selei, e obvio ele se esqueceu do que falávamos.


(...)


-Me espera! -eu disse correndo pro banheiro.


-April, anda logo nós queremos trocar os presentes.- Kendall gritou.


-EU VOU FAZER XIXI CACETE! -Eu gritei do banheiro.


-JÁ É A QUARTA VEZ SÓ HOJE A NOITE! - Carlos gritou, caralho eu não posso nem ir no banheiro em paz, meu Deus. Voltei rapido pra lá antes  que me matassem. Pois é.


(...)


-Elly você não acha que eu estou realmente...? -Eu disse a ela tentando manter a calma


-Não, não afirmo, mas minha irmã mais velha ficou assim ano passado, ela sentiu tudo que você esta sentindo, e bom ela estava. -Não, eu não posso estar gravida. Isso não.




HEY SEXY LADYS!

WHATSZUP?

E ai garotada que eu amo, como vão vocês?
Eu vou bem, bem mal, digo, na escola,  não sou abençoada com a inteligencia e sim com a lerdeza, fazer o que? É a vida, a unica que eu to bem é redação e gramatica, não era pra menos, pra quem tem dois blogs com fan fic era o minimo né?
Mas e ai novidades?
Mas antes das novidades, eu sei o capitulo ta uma merda o sexo ali em cima nem se fala mais merda impossível ,mas eu travei, serio eu TRAVEI, eu não conseguia escrever de jeito nenhum, e foi isso que saiu. Sorry, mas voltando as novidades.
EU TENHO TAN TAN TAN
EU VOU NA BELIEVE TOUR
Digo talvez, isso depende das minhas notas, então é não.
¬¬
Palmas para mim! Sou um gênio não? Minha mãe comprou o Demi para mim, sou a pessoa mais feliz do mundo sim ou claro? Já disse que a Fefep´s quer me levar na Unexpected Tour aqui?
Pra quem não sabe o que é: É a tour do pessoal do x factor, não, o Emblem 3 não vem, vem a Paige, a Cece, mais um cara que eu n lembro o nome e a bendita, que eu não fico um dia sem ouvir o nome a JENNEL!
Pois é a Fefep´s é spicer, e bom pra quem não conhece a Jennel:
Gente estou ouvindo Both of us da Taylor Swift e do B.O.B e eu não consigo largar meu deus, eu sei ta velhinha ,but...
To de ferias eu já disse, acho que não, mas bom agora posso postar melhor pra vocês tirando o fato que eu tenho recuperação de física, eu tenho mais tempo.
To tomando remédio pra ficar calma, sabiam? Pois é meu estresse ta falando mais alto. Minha mãe decidiu pedir pra medica depois que eu surtei aqui em casa. É estresse eu tenho, pra distribuir e sobra. Uma vez a gente fez um teste na escola de estresse e bom eu assinalei todas menos uma que era assim "Você fuma ou bebe para aliviar o estresse?" Ai eu não assinalei, mas se fosse comida ou roer unhas ai sim eu ia assinalar pois é prazer Beatriz o Poço de Estres.
 Bom acho que já falei de mais por hoje né, bom eu vou responder vocês e me mandar daqui.

Comentários:

Anonimo: AWN QUE FOFA! eu to tentando não demorara tanto, mas eu prometo que vou me esforçar mais, odeio deixar vocês na mão.

Evellyn: Você disse tudo, são fofíssimos e safados ao estremo.

Anonimo: Continuando.

Pamela:AWN AWN AWN Não sou diva, só um pouquinho, brincadeira, muito obrigada anjo.

Karolýnne: A KAROL TÁ DE VOLTA! Fala awe vadia!
Brincadeira, não me mate saudades de você surtando aqui molier, como vai a família? lol 
Não comente depois comente agora fazendo favor u.u


7 comentários hein hein?





5 comentários:

  1. Amei o capitulo,principalmente a parte hot.Divo como sempre,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Selinho amora >> http://imaginando--belieber.blogspot.com.br/

      Excluir
  2. COMO assim gravida continua por favor!!!!
    - Pamela

    ResponderExcluir
  3. cooooooontiiiiiiiiiiiiinuuuuuuuuuaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  4. Anem pq vc n continua ta tao legal!!!! Tenta continuar pfv!!! ><

    ResponderExcluir

Comente e estimule a autora do Imagine a escrever.